terça-feira, 19 de janeiro de 2016

Steve Jobs

"Steve Jobs" é, infelizmente, muito barulho por nada. A produção se passa nos bastidores do lançamento de 3 produtos: Macintosh, NeXT e o iMac. Durante todo o longa vemos 80% de 'discussão de relação' e 20% de tecnologia ou inspirações. O roteiro, que procura desconstruir Jobs, fica preso demais aos eventos e nas 'brigas pessoais', o que prejudica o desenvolvimento de situações que exploram as impulsões do protagonista. São poucos esses momentos. Ainda que tenha alguns bons diálogos, é frustrante saber que o conteúdo não surpreende em nada. Isso inclui as performances de Michael Fassbender e Kate Winslet. Ambos estão no piloto automático (mais ele que ela), assim como Danny Boyle, que está mais contido na direção. O filme "Jobs" (2013), com Ashton Kutcher, é melhor.
 
Steve Jobs
2015, EUA - 122 minutos
Drama
Direção: Danny Boyle
Roteiro: Aaron Sorkin, Walter Isaacson
Elenco: Michael Fassbender, Kate Winslet, Sarah Snook, Jeff Daniels, Seth Rogen
Cotação: * *
 
Termômetro:
- Humor: * 
- Drama: * * * 
- Romance: *
- Fantasia: * 
- Ação / Aventura: *
- Policial: *
- Suspense: *    
- Sexualidade: *
- Escatologia: *    
- Violência: *