quinta-feira, 19 de abril de 2012

Megamente

Como digo algumas vezes, de vez em quando vale mais a pena assistir longas de animação ao invés de filmes convencionais. Essa regra se estende a “Megamente”, uma deliciosa sátira da história de “Superman” sob a ótica de um vilão inteligente e malvadamente divertido.

Quando dois planetas próximos são destruídos, Megamente e Metro Man, ainda bebês, são enviados ao espaço por seus pais e suas cápsulas caem na Terra. Enquanto Metro Man, que tem superpoderes, é criado por uma família rica e de boa índole, Megamente, desprovido desses poderes de ‘Superman’, mas com uma inteligência de cientista fora do comum, é criado em uma prisão onde aprende a ser mau e deseja dominar Metro City.

“Eu sou um vilão sem heroi”. Esta frase proferida por Megamente é o fio que conduz toda a narrativa do longa. O ótimo roteiro, repleto de bons diálogos e humor negro de primeira, surpreende pelo tom anti-heróico (desconstruções peculiares da DreamWorks, produtora do filme) e pela interessante ótica do vilão sobre a história que, em certo momento, consegue, inesperadamente, derrotar seu arqui-inimigo.

Como todo mau, Megamente domina Metro City, destrói a cidade e rouba bancos, mas bate a ‘depressão’ por não combater um heroi. É aí que ele decide criar um 'Superman' por meio do DNA de Metro Man, o que origina as excelentes mensagens que o longa transmite, como “o que seria do vilão sem o herói” ou vice-versa.

A desenvoltura do protagonista que lembra Jim Carrey, o ótimo equilíbrio na sagacidade das piadas, personagens secundários divertidos, as inúmeras referências cinematográficas (incluindo uma imitação de Marlon Brando), as vibrantes cenas de ação e a trilha sonora empolgante que traz sons clássicos do rock, como ACDC, Guns N' Roses e Michael Jackson, fazem de “Megamente” uma das melhores animações já produzidas.

Megamente (Megamind)
EUA, 2010 - 96 minutos
Animação / Infantil
Direção: Tom McGrath
Roteiro: Tom McGrath , Cameron Hood
Elenco: Will Ferrell, Tina Fey, Jonah Hill, David Cross, Brad Pitt
Cotação: * * * * *