domingo, 29 de abril de 2012

Mestres do universo

Existem filmes que marcam a infância. Por mais que essas produções soem de maneira tosca nos dias atuais, já que na época não tinham tantos recursos como hoje, elas resgatam a nostalgia que tanto nos encantou no passado. É o caso de “Mestres do universo”, a única adaptação cinematográfica, até então, sobre o emblemático personagem He-Man. 

Ao ver o castelo de Greyskull dominado pelo Esqueleto (boa atuação de Frank Langella), He-Man (bem caracterizado por Dolph Lundgren) e seus fieis escudeiros Mentor e Teela tentam salvar o reino de Etérnia, porém acabam entrando por um ‘portal do tempo’ e caindo no planeta Terra. Para retornar ao seu mundo, He-Man deve procurar a chave cósmica que abre o tal portal, que também viajou pelo tempo, antes que Esqueleto se apodere dela e governe Etérnia com as ‘forças do mal’. 

A fraca direção e o roteiro repleto de furos são pontos negativos na adaptação e foram eles os responsáveis pelo fracasso de crítica e bilheteria na época. Os equívocos começam pelo próprio He-Man que se mostra um simples guerreiro (e quase coadjuvante na trama), não há o alter-ego Adam assim como o tigre Pacato/Gato Guerreiro e o mago Gorpo que é substituído pelo anão inventor Gwildor. 

Além das inúmeras situações piegas, a idéia de seres fantásticos de outras dimensões que ‘visitam’ o nosso planeta não cola hoje, mas funcionou bem para a garotada na época devido ao ‘choque cultural’ que trazia lições de moral. Talvez seja esse o grande trunfo do filme ao resgatar, não só o bom humor típico do desenho animado, mas a atmosfera que tanto deslumbrou a criançada. 

Apesar do baixo orçamento (US$ 17 milhões), o longa tem bons figurinos, cenas de ação e efeitos visuais aceitáveis (ao estilo “Star Wars”), no entanto, a direção de arte ‘econômica’ deixa a desejar em relação ao estilo de produção fantástica que estava na moda nos anos 80. Contudo, as expectativas são boas para uma possível adaptação mais ambiciosa de He-Man. Que venha logo os novos ‘poderes de Greyskull’. 

Mestres do universo (Masters of the universe) 
EUA, 1987 - 100 minutos 
Aventura 
Direção: Gary Goddard 
Roteiro: David Odell 
Elenco: Dolph Lundgren, Frank Langella, Meg Foster, Billy Barty, Courteney Cox, Robert Duncan McNeill, Jon Cypher, Chelsea Field, James Tolkan, Christina Pickles, Tony Carroll, Pons Maar, Anthony De Longis, Robert Towers, Barry Livingston, Jessica Nelson, Gwynne Gilford, Walter Scott, Walter Robles, Cindi Eyman, Peter Brooks, Richard Szponder. 
Cotação: * * *