terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Kung Pow: o mestre da kung-fu-são

“Kung Pow” é uma das comédias mais idiotas já produzidas, mas, mesmo assim, consegue ser divertida. É idiota porque sua linha cômica tende ao besteirol e isso pode não agradar devido à oscilação de momentos realmente imbecis e outros inteligentemente engraçados.

O responsável por esse trabalho é Steve Oedekerk, de “Ace Ventura 2: Um Maluco na África”, que dirige, produz, protagoniza e roteiriza Kung Pow. Oedekerk vive The Chosen One ou ‘O Escolhido’, um rapaz que quer vingar a morte de seus pais assassinados pelo mestre de kung fu, Master Pain.

O interessante desta comédia é sua proposta, que é diferente e criativa. Todo o filme é uma sátira de “Savage Killers”, uma produção de Hong Kong de 1976. O legal é que “Kung Pow” é uma refilmagem cômica que reutiliza as imagens do longa chinês para parodiá-lo. Para isso, Oedekerk trabalha com efeitos visuais para fazer inserções na película original criando novas situações e personagens, algo parecido com a artimanha usada em “Forrest Gump”.

Oedekerk satiriza um punhado de outras produções e ícones do cinema (“Matrix”, “Rei Leão”, Bruce Lee...) e brinca com o humor ora negro ora pastelão. Há também novas dublagens com erros propositais (as falas e o movimento das bocas são desencontradas), diálogos hilários e até uma edição engraçada, já que em alguns momentos, a mesma cena é utilizada várias vezes com falas diferentes para dar continuidade à ação.

A história em si é ruim e sua segunda metade é cansativa e fantasiosamente exagerada, assim como a narrativa original de “Savage Killers”. Entretanto, o que importa mesmo é a comédia com suas gags divertidas e suas impagáveis lutas, como na antológica cena que ‘O Escolhido’ duela com uma vaca.

Kung Pow: o mestre da kung-fu-são (Kung Pow: Enter the Fist)
EUA, 2002 – 81 minutos
Comédia
Direção: Steve Oedekerk
Roteiro: Steve Oedekerk
Elenco: Steve Oedekerk, Fei Lung, Leo Lee, Ling Ling Tse, Lin Yan, Chia Yung Liu, Hui Lou Chen, Chi Ma, Jennifer Tung, Escobar Tongue, Lo Ming, Peggy Lu, Tad Horino, Tori Tran, Simon Rhee.
Cotação: * * *