domingo, 11 de agosto de 2013

Jack, o caçador de gigantes

Recentemente, o cinema tem 'reinventado' estórias clássicas que fizeram sucesso na literatura infantil e em desenhos animados. Os exemplares que tiveram versões 'undergrounds' incluem "Branca de neve e os sete anões", "Chapeuzinho Vermelho" e "João e Maria". No entanto, nenhuma das novas produções conseguiu um equilíbrio ímpar como "Jack, o caçador de gigantes", adaptação do conto "João e o pé de feijão" que é o melhor dessa safra. 

Depois que Jack (interpretado pelo carismático Nicholas Hoult) recebe feijões de um monge, uma das sementes brota um enorme pé que vai dar em um mundo de gigantes. O problema é que filha do Rei, Isabelle (Eleanor Tomlinson), é sequestrada pelos gigantes e Jack é escalado pela realeza para se juntar aos soldados numa perigosa jornada a fim de salvar a jovem princesa. 

No ponto de vista cinematográfico, falta originalidade em "Jack, o caçador de gigantes". Claro, suas reviravoltas e seu universo fantástico se assemelham a tantos outros filmes do gênero, mas como se trata de um entretenimento, o longa é um dos bons exemplos de qualidade neste quesito e tudo está harmonicamente equilibrado e sem grandes distorções do famoso conto – impossível não mudar detalhes para que o conteúdo fique convincente na sétima arte. 

O ponto forte é a direção de Brian Singer que, como sempre, demonstra segurança na dramatização de cenas (evita extravagâncias fora do contexto), inteligência em trabalhar com clichês aventurescos e habilidade em proporcionar ritmos contagiantes, principalmente na espetacularização das sequências de ação, que são bem executadas. Além disso, o roteiro aposta em premissa trivial, se mostra coeso em relação ao conto original com bons diálogos e encaixa bem o humor rasteiro na trama.

"Jack, o caçador de gigantes" também se destaca nos aspectos técnicos ao apresentar figurinos convincentes e efeitos visuais de qualidade (ficam ainda melhores em 3D). Somente a direção de arte ficou tímida e se limita basicamente no castelo real. Enfim, o filme é uma aventura despretensiosa e que merece ser vista com muita pipoca. 

Jack, o caçador de gigantes (Jack the Giant Slayer) 
EUA, 2013 - 114 min. 
Aventura
Direção: Bryan Singer 
Roteiro: Darren Lemke, Christopher McQuarrie, 
Elenco: Nicholas Hoult, Stanley Tucci, Ewan McGregor, Eleanor Tomlinson, Ian McShane, Bill Nighy 
Cotação: * * * *