terça-feira, 25 de dezembro de 2012

Defendor

Para quem assistiu ao trailer de “Defendor”, atenção, o filme não é uma comédia propriamente dita. Embora o longa sugira um tom humorístico na trama e uma premissa que, aparentemente, lembra “Kick Ass”, essa produção estrelada por Woody Harrelson é um drama que valoriza os lados humano e insano de um ‘pesudo heroi’.
 
Na história, Arthur Poppington (Woody Harrelson) acredita ser um super-herói com o alterego de Defendor. Durante as patrulhas pelo submundo que ele realiza à noite nas ruas de sua cidade, ele persegue um policial corrupto e alguns ‘arquiinimigos’, como o Capitão Indústria, um traficante de drogas e armas que ele acredita ter matado sua mãe quando era garoto.
 
Surpreendentemente, o roteiro acertou ao imprimir o tom tragicômico e vingativo à narrativa que explora, de maneira humana, o drama existencial do protagonista e seus delírios paladinos. A boa direção do estreante Peter Stebbings equilibra bem as ações na atmosfera underground com os flashbacks que contornam os ideais e os motivos do personagem principal (incluindo referências às HQs) em se transformar em um ‘heroi’.
 
A simplicidade, a busca por justiça, seu envolvimento amoroso com uma prostituta, a maneira como conduz seus ‘surtos’ e a forma rudimentar (roupas, acessórios e sem armas de fogo) em que Arthur encarna Defendor nos faz admirá-lo por valorizar seu ‘poder’ que traça toda a sua personalidade: a coragem.
 
“Defendor” pode até colocar alguns sorrisos no rosto do espectador pelo comportamento e ações caricaturais do herói, mas o drama para manter viva a sua honra e a luta por seu objetivo podem emocionar o público. Destaque para a brilhante atuação de Woody Harrelson.
 
Defendor
EUA, 2009 - 95 minutos
Drama/Aventura
Direção: Peter Stebbings
Roteiro: Peter Stebbings
Elenco: Woody Harrelson, Kat Dennings, Sandra Oh., Clark Johnson, Lisa Ray, Alan C. Peterson, Kristin Booth, Charlotte Sullivan, Tony Nappo e Ron White.
Cotação: * * * *