quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Intocáveis

“Intocáveis” não é mais um filme sobre uma relação de amizade e também não pretende mostrar como duas pessoas, que se contrastam em termos de cultura e comportamento, conseguem ter uma harmonia ímpar. O mais importante, aqui, é a mensagem que o longa traz e que cutuca a ferida de todo o mundo, inclusive das 'pessoas com mobilidade reduzida’, ou melhor, de pessoas com alguma deficiência.

“Intocáveis” prova que ‘essas pessoas’ podem ser felizes e, principalmente, podem desfrutar do que há de melhor na vida, basta que elas aceitem suas condições e procurem a felicidade. É essa moral, inspirada em fatos reais, que fez a produção francesa ganhar notoriedade (é a maior bilheteria de seu país) ao criticar todos aqueles que possuem algum preconceito ou auto discriminação.

Tudo isso está retratado em um roteiro bem encaixado, repleto de bom humor (negro – sem desrespeito), interpretado com maestria pela dupla de protagonista (Omar Sy está impagável) e conduzido de forma brilhante pela dupla Eric Toledano e Oliver Nakache. A ‘intocabilidade’ em questão não é ‘as pessoas’, mas aquilo que as motiva a viver, o que as tornam especiais por valorizarem a vida. Uma lição estimulante e emocionante!

Intocáveis (Intouchables)
França, 2011 - 112 minutos
Gênero: Comédia / Drama
Direção: Olivier Nakache, Eric Toledano
Roteiro: Olivier Nakache, Eric Toledano
Elenco: François Cluzet, Omar Sy, Anne Le Ny, Audrey Fleurot
Trailer: clique aqui
Cotação: * * * * *