sexta-feira, 11 de março de 2016

Um tema em 3 atos: pedofilia sacerdotisa

O filme "Spotlight: Segredos Revelados" levou a estatueta de melhor filme no Oscar 2016, mas o que foi premiado, de fato, é seu poderoso tema que aborda o polêmico caso de sacerdotes pedófilos.  Ainda que tenha um roteiro redondinho inspirado em fatos reais, infelizmente, o longa saiu quadrado demais. A história fala de um grupo de jornalistas da cidade de Boston que  reúne milhares de documentos que provam os tais crimes. Sua estrutura de investigação jornalística, que lembra "Todos os homens do presidente", teve um tom documental tão burocrático comandado por Thomas McCarthy que o filme ficou chato e sem emoção. É uma  pena, já que a excelente premissa poderia render uma obra-prima.
 
Se "Spotlight" é tecnicamente esquecível, o mesmo não se pode dizer de "O clube", filme chileno que aborda o dia-a-dia de padres supostamente pedófilos que são afastados pela Igreja e confinados em uma casa no interior do Chile. Quando um novo sacerdote chega ao local para investigar um suicídio de um dos 'aprisionados', segredos são revelados e muitas contradições da Igreja Católica vêm à tona. O longa, muito bem dirigido por Pablo Larraín, é um exemplo de como o tema pode ser explorado de forma perturbadora somente com diálogos sem adentrar em detalhes representativos. Sua composição dramática, aliada a uma atmosfera sombria, sugere um suspense psicológico ímpar difícil de se ver no cinema nos dias atuais.
 
Se a emoção rege uma das facetas da diegese cinematográfica, o filme "Dúvida" é um marco, pelo menos no que diz respeito ao cinema que cutuca essa ferida provocada por alguns membros da Igreja Católica. "Dúvida" apenas sugere sobre o tal crime, o que vai deixar muita gente coçando a cabeça sobre um pároco que é acusado pela Irmã chefe de uma escola por ter abusado sexualmente de um aluno. A denúncia é feita por uma noviça que não sabe se a tal situação aconteceu de fato. O diretor John Patrick Shanley  constrói pontos de vista dramáticos consistentes e emocionalmente intensos que deixarão o expectador contagiado pelo desenrolar da história. O longa ainda traz diálogos tensos, muito mistério e atuações poderosas do trio de protagonista (Meryl Streep, Philip Seymour Hoffman e Amy Adams).
 
Ambos os filmes têm abordagens diferentes, mas todos são envolvidos na mesma temática, seja pelo crime de abuso sexual ou pelo descaso dos líderes religiosos em ocultar tais problemas transferindo os sacerdotes de regiões ao invés de puní-los.
 
Spotlight: Segredos Revelados (Spotlight)
2015, EUA - 128 minutos
Drama
Direção: Tom McCarthy
Roteiro: Josh Singer, Tom McCarthy
Elenco: John Slattery, Liev Schreiber, Mark Ruffalo, Michael Keaton, Rachel McAdams, Stanley
Tucci
Cotação: * * *
 
O clube (El Club)
2015, CHI - 98 minutos
Drama
Direção: Pablo Larraín 
Roteiro: Guillermo Calderón
Elenco: Alejandro Goic, Alejandro Sieveking, Alfredo Castro, Antonia Zegers, Jaime Vadell, Marcelo Alonso, Roberto Farías

Cotação: * * * * *
 
Dúvida (Doubt)
2008, EUA - 104 minutos
Drama
Direção: John Patrick Shanley 
Roteiro: John Patrick Shanley
Elenco: Meryl Streep, Philip Seymour Hoffman, Amy Adams, Viola Davis
Cotação: * * * * *